domingo, 27 de maio de 2012

1 Ano

Completamos hoje o primeiro ano de vida do blog. Mais uma vez agradeço aos leitores e aos demais blogs aí do lado.

Tem sido bem proveitoso acompanhar, na medida do possível, este louco mercado.

Abs

5 comentários:

Andre disse...

Não pude deixar de copiar este comentário, do leitor Frank, lá no bolha:

"essa bolha angolana tem uma explicação: petróleo.

de certo modo, talvez – eu disse TALVEZ – a “over”-bolha do RJ tenha a ver com esse aspecto, o aquecimento do setor de petróleo nos últimos 5 anos.

mas em Angola/Luanda fica fácil perceber q a “culpa” é do petróleo, pois o país é paupérrimo e qq surto econômico gera efeitos drásticos.

no Brasil, com uma economia um pouquinho melhor , atribuir uma bolha à moda econômica A ou B é complicado."

Pois é, prefiro acreditar que a diferença Rio-SP se deve ao fator ouro negro do que a Olimpiadas...

O resto é credito, como estamos carecas de saber.

Abs

Anônimo disse...

Pergunto aos senhores:

Será que em função do atual cenário mundial, vivenciaremos os efeitos de uma bolha imobiliária ?

Ou será que os preços continuarão estáveis e/ou em ascensão (ainda que moderada) ?

Farley FIorini disse...

Parabéns!

Frank disse...

opa, agora q eu vi.

vc anda lá pelo Bolham hein ?

o bom filho a casa torna.... :)

estou contigo: a over-bolha carioca deve ter mais a ver com incremento relativo de renda em anos recentes (liderado pelo petróleo).

sem desmerecer o efeito olímpico q os mega-eventos trazem.

vi um número interessante, q em uma janela de 10 anos a renda média dos trabalhadores com nível superior aumentou em termos reais bem mais do q cidades, como SP.

Andre disse...

Heheh, é verdade, mas qdo entro só procuro por palavras chaves por comentários de quem eu sei que não é fundamentalista-obsessivo-compulsivo.

Sobre a renda, lembro (acho que foi vc mesmo) que há muito tempo apostou que não haveria um sóindicador de renda que acompanhasse nem de longe o preço dos imóveis nesses ultimos tempos.

Pois é, tem um. (Não que o pessoal do setor de petróleo seja suficiente pra justificar ou manter os preços em qq cidade grande).

Abs.